Vem cá, vamos conversar um pouquinho sobre essa bagunça

PENSE

Não é porque eu não me proponho a discutir com todas pessoas em redes sociais sobre assuntos polêmicos, que eu não tenho uma posição. Quando eu decido conversar com uma pessoa, sobre um assunto atual e que geram diferentes opiniões, eu decido fazer isso de forma inteligente, calma e sem ser agressiva, e escolho a dedo com quem vou falar sobre determinado assunto. Um conversa olho no olho, é muito mais construtiva do que em comentários de facebook, que qualquer um pode escrever algo e se esconder na tela do celular ou do computador. Mas vem cá, vamos sentar aqui e me diz o que você acha sobre isso… Mas não. As pessoas tende a sempre escolher o lado agressivo, ignorante, opressivo, e generalizado. Sim, posso também estar generalizando aqui, mas enquanto eu não ver coisas contrárias na fila do pão, do banco, do mercado, no ônibus, vou continuar pensando assim. Queria te dizer que me assusta você ter pensamentos tão bárbaros, onde parece que estamos regredindo séculos. Sua posição e sua opinião é o que você é. Não importa se tem a possibilidade de uma garota ter se insinuado para trinta caras, como estão dizendo. Não importa. Esse tipo de coisa, mesmo que oferecida, é considerada normal, porque vivemos em uma cultura onde o sexo e o corpo da mulher, é tratado de maneira barata, de maneira nojenta, e sem respeito. Você pode fazer o que você quiser da sua vida, só não prejudica outra pessoa. Não seja parte de algo em grupo, que faz outra pessoa sangrar, independente se ela pediu ou não. De grosso modo, mesmo que fosse uma vagabunda, você critica a vagabunda mas tá lá com ela. Você já perde por ai meu amigo. Tenha uma posição direita pra conversarmos.

Não me generalizem com feministas que levam de maneira errada o que tanto lutamos para conseguir. Nós mulheres, precisamos ser conscientes, que infelizmente existem outras mulheres que tomam atitudes e discorrem opiniões não condizentes com o que deveria ser o feminismo. Aceitamos isso? Ok, vamos tentar fazer certo. Homens, não vou dizer que vocês não prestam, que vocês são nojentos, e tudo mais. Só peço para vocês não tratarem mulher como burra, e buscarem o significado da palavra machismo no dicionário, para podermos conversar.

Me entristece, ver que os assuntos mais falados no Brasil, são assuntos que exigem de nós, ter sangue de barata para ver o noticiário todos os dias. Acho sim que está tudo errado, mas também acho que muita coisa é culpa do povo. A fácil divulgação de notícias em massa em redes sociais, sendo tudo tão rápido, não deixa com que pessoas que ficam abitoladas no celular, formem uma opinião própria, e sim vão seguindo pelo o que “os outros” dizem e postam. Em minha opinião pessoal (licença, obrigada) usamos de maneira errada, o que deveria ser usado de maneira construtiva que gerassem resultados que dessem orgulho. Tudo é motivo de ódio, de luta, e de guerra. E não acho que tá errado não, porque se não houver luta, não haverá vitória, e ainda precisamos lutar para muita coisa melhorar… Mas o que digo, que é tudo tão bagunçado e sem organização, sem base e fundamentos, que as lutas reais, desaparecem no meio de tantos comentários fúteis só para ganhar curtidas em cima de uma notícia que precisa ser investigada da maneira correta dos dois lados. Ninguém tenta abrir a mente, porque isso exige trabalho e faz sair do que é comodo. E brasileiro não quer sair do comodo, né? Brasileiro quer tudo dado de bandeja, inclusive opiniões que deveriam ser próprias, mas não, ele também vai se generalizar e ir atrás do que qualquer um fala, porque é mais fácil. Se formos procurar o problema real mesmo, está muito mais afundo, porque o problema é a transformação que o Brasil tomou na cultura, no sentido pior que se pode ter de transformação, e ninguém foi prestando atenção nos detalhes pequenos, antes disso tudo virar. E ninguém está prestando muita atenção agora. Gente, o negócio, tá perigoso. O ódio, e tudo que for de energia ruim, tá muito grande em todos os sentidos. Isso, vai gerar mais mortes, vai gerar guerra, e vai gerar choro. E tudo, porque o homem (sociedade, ok?) não quer ouvir, não quer mudar, não quer o bem. O amor, nos dias de hoje, chora, e muito. Ele tá sumindo em todos os sentidos, na bondade, na paixão, no companheirismo, na amizade. Hoje ninguém quer mais o amor, porque todos temem o amor. E vão continuar temendo, porque já estamos acostumados com a tristeza, que vamos escolher ela de novo, porque somos acomodados não é?

Desabafo aqui, não esperando gerar discussões, ou coisas do tipo, como já dito, se for pra eu contribuir mais construtivamente, vai ser em uma conversa pessoalmente com um grupo ou com alguém. É uma opinião particular minha, onde espero não ser julgada ou interpretada mal. Ou espero, sei lá, não ligo muito para o que vão dizer. Mas meu maior desejo, de verdade, é que as pessoas pensem! Ah, se souber o poder que o pensamento tem…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s