Solta o freio

large

Uma vez meu pai me falou: sollllta o freio Fernanda! E falou isso diversas vezes, e com uma enfase que me marcou. Claro que na hora ele se referia ao soltar o freio da bicicleta, na descida que a gente estava, mas aquilo me marcou bem ali na hora, um tapa na cara sendo seguido pelo carinho do vento que vinha até  mim. (Ah esses carinhos que o vento sempre me dá…)

Confesso que faz meses isso, e sabia que uma hora iria me levar a alguma reflexão.. Poxa pai, você nem sabe o tanto de coisa que o senhor me disse só com essa frase… Soltar o freio para mim. Motivo de risos. Risos porque eu não sei somente soltar o freio, entende? Não sei somente seguir o caminho da direção que tem que seguir, e me deixar levar (melhorei muito, e continuo melhorando). Mas eu insistentemente tenho que soltar o freio e apertar fundo no acelerador… Acelera, acelera, acelera… Vai bater, vai bater. Pronto, bateu! E sempre bate, e sempre dá alguma coisa errada. Porque na hora que eu tentei frear para parar, sabendo que tava no meu limite, naquele meu limite da linha do caminho, em que eu me conhecendo o suficiente sabia: ou eu paro, ou eu vou. Mas se for pra ir, eu vou com tudo. E eu sempre escolhi ir com tudo.

E é isso amigos. Na verdade nem é uma reflexão, é uma constatação. Eu sou assim. Não sei ser de outro jeito. Eu por atitudes e escolhas minhas, vou escolher pisar no acelerador, para bater, ter um acidente e me machucar… Eu sei, eu sei que poderia aprender sem acelerar e me machucar, eu sei. Mas já disse, é automático e por instinto. Talvez uma hora eu vou ter pisado tanto no acelerador, e ter aprendido o que tiver que aprender, que nem vou querer pisar mais, e vou simplesmente deixar pra lá…

Não te culpo se não quiser viver do meu lado, por conta desse meu jeito explosivo e tão limite como o meu. Não culpo mesmo. Tudo bem, pode ir. Vai. Vai logo, que se for pra ficar longe de tudo que me faz sofrer, vou apertar mais forte ainda o meu acelerador. Só que dessa vez, vai ser contra você.

 

 

Mais um daqueles textos abertos para livres interpretações, em livres ocasiões imaginárias…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s